Tecido humano recriado em impressão 3D em estudo sobre calvície

Estudo publicado na revista “Nature Communications”

25 julho 2019
  |  Partilhar:
Um grande número de pessoas sofre de queda de cabelo e calvície, quer por causas naturais, quer por efeito secundário de um tratamento. Em muitos destes casos, a perda de cabelo é irreversível.
 
Estudos revelam que a calvície pode ter efeitos devastadores na autoestima e qualidade de vida, tanto para homens como para mulheres. Para muitos, os tratamentos não são eficazes e a única solução é mesmo o transplante capilar.
 
Algumas investigações têm-se focado nas células estaminais para fazer crescer cabelo humano, mas apenas usam pele de ratinhos como local de implantação. Contudo, as células humanas têm alguma resistência e não vingam.
 
Agora, pela primeira vez, uma equipa de investigadores do Centro Médico da Universidade de Columbia, Nova Iorque, EUA, utilizou métodos de impressão em 3D em vez de pele de ratinhos como base de implantação. 
 
Angela Christiano explica que conseguiram fazer crescer pele humana num molde de plástico e colocaram dentro deste as células foliculares de cabelo de voluntários. Depois, adicionaram, por cima, células produtoras de queratina e fatores estimulantes de crescimento.
 
Em três semanas, conseguiram que as células gerassem folículos pilosos humanos capazes de fazer crescer cabelo.
 
Esta descoberta abre portas a outras investigações e descobertas que ajudarão na pesquisa por novos tratamentos e métodos de implantes de cabelo.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar