Surto de listeriose em Espanha acompanhado pela C. Europeia

Bactéria já fez um morto entre 150 casos confirmados

26 agosto 2019
  |  Partilhar:
A Comissão Europeia diz estar informada sobre o surto de listeriose no sul de Espanha, que já fez um morto, relacionado com o consumo de carne contaminada embalada, estando ainda em “contacto direto” com as autoridades espanholas.
 
Falando na conferência de imprensa daquela instituição, em Bruxelas, Anca Paduraru, porta-voz, apontou que, “de acordo com as autoridades espanholas, a distribuição da carne foi limitada ao território espanhol”, estando em causa produtos da empresa sevilhana Magrudis, nomeadamente da marca "La Mechá".
 
Adiantou ainda que foram “tomadas medidas necessárias de suspensão, o que significou a retirada da carne contaminada do mercado”.
 
A listeriose é uma infeção causada pela bactéria Listeria monocytogenes, habitualmente associada ao consumo de alimentos contaminados. Apesar de pouco frequente, a infeção pode ser grave, especialmente em imunodeprimidos e recém-nascidos.
 
O alerta é uma medida de precaução na sequência do surto de listeriose que continua a aumentar com 150 casos confirmados, na maioria localizados na Andaluzia, após o consumo da carne contaminada, mas há mais de 500 casos suspeitos que ainda estão a ser analisados.
 
Uma idosa de 90 anos que apresentava sinais e sintomas não resistiu à infeção e acabou por morrer.
 
Em Portugal, a Direção Geral de Alimentação e Veterinária esclareceu na quarta-feira que a carne contaminada com a bactéria Listeria monocytogenes da marca “La Mechá” e os produtos com origem no fabricante (Magrudis) espanhol, não são comercializados em território português.
 
A listeriose é uma doença de notificação obrigatória desde 2014, através do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE) português.
 
De acordo com informação disponível no sítio SNS24 do Serviço Nacional de Saúde, a listeriose pode causar febre, calafrios, dores musculares, enjoo, vómitos, diarreia.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar