Realidade virtual em municípios do Centro para ajudar idosos

Apresentação no município de Montemor-o-Velho

28 outubro 2019
  |  Partilhar:
Um projeto, pioneiro em Portugal, que visa o envelhecimento ativo de idosos de seis municípios da região Centro através da inovação tecnológica com componentes de realidade virtual, foi apresentado em Montemor-o-Velho, distrito de Coimbra.
 
Na demonstração do projeto VirtuALL, coordenado pela Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego (ADELO), o salão nobre do município de Montemor-o-Velho “transformou-se”, através da realidade virtual, numa campanha das vindimas. E uma idosa cumpriu, ao longo de dois minutos, um exercício físico no qual tinha como objetivo colher o maior número de cachos de uvas e, com estas, produzir vinho.
 
"A dona Manuela conseguiu produzir 12,6 litros de vinho. Para a próxima, o objetivo será produzir 20 litros", anunciou uma das técnicas responsáveis.
 
Antes, o presidente da Câmara de Montemor-o-Velho tinha afirmado, na sessão de apresentação, que o projeto pretende "desassossegar" cerca de um milhar de idosos daquele município do Baixo Mondego.
 
"Vai fazer-vos rir, brincar e fazer exercício, também com fins terapêuticos, porque [com a idade] vão perdendo atividade e faculdades [físicas e mentais]. E a virtude destes exercícios é a de que não há desculpas [para não os fazer]", observou o autarca.
 
À margem da sessão, em declarações à Lusa, o presidente da Câmara adiantou que o VirtuALL "é uma novidade nacional, muito disruptiva".
 
"Visa animar esta população sénior, mas estará aberta também a pessoas com problemas graves do foro mental que necessitem e careçam de estimulação sensorial e que este tipo de equipamentos pode proporcionar", argumentou.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar