Quer uma alimentação mais saudável? Comece com exercício físico

Estudo publicado na “International Journal of Obesity”

04 fevereiro 2019
  |  Partilhar:
A prática regular de exercício físico está associada a hábitos alimentares mais saudáveis, indicou um estudo recente.
 
O estudo, que foi conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade do Texas em Austin, EUA, contou com a participação de 2.608 jovens estudantes com 18 a 35 anos de idade que, no início do estudo, relatavam praticar menos de 30 minutos de exercício físico por semana. 
 
Foi pedido aos jovens participantes que praticassem 30 minutos de exercício físico aeróbico, três vezes por semana, durante 15 semanas. Os jovens foram ainda instruídos para não alterarem os seus hábitos alimentares de forma significativa.
 
Apesar de terem recebido instruções para não alterarem os seus hábitos alimentares, foi observado que, após terem praticado exercício físico durante várias semanas, os jovens começaram a optar mais por carnes magras, produtos hortícolas e fruta para a sua alimentação.
 
Por outros lado, verificou-se que os jovens diminuíram as escolhas alimentares não-saudáveis como fritos e refrigerantes.
 
Estudos anteriores demonstraram que a prática de exercício físico moderado em animais tinha feito reduzir a sua preferência por alimentos riscos em gordura, através de alterações nos níveis de dopamina. 
 
Outros estudos estabeleceram uma relação entre a intensidade do exercício físico e a quantidade de hormonas reguladoras do apetite no organismo.
 
“O processo de nos tornarmos fisicamente ativos pode influenciar o comportamento alimentar”, disse Molly Bray, autora correspondente do estudo. “Uma das razões pelas quais precisamos de promover o exercício é devido aos hábitos saudáveis que é capaz de criar noutras áreas. Essa combinação é muito poderosa”, afirmou. 
 
“Muitas pessoas no estudo não sabiam que tinham esta pessoa ativa, saudável dentro delas”, acrescentou a autora. “Alguns pensavam que o seu tamanho era inevitável”, concluiu. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar