Plantas e árvores eficazes na eliminação de poluentes de indústrias

Estudo publicado na “Environmental Science and Technology”

15 novembro 2019
  |  Partilhar:
Um estudo de investigadores da Universidade Estadual do Ohio, EUA, revela que, na maioria das zonas industriais, a plantação de árvores é eficaz e mais barata no combate à poluição produzida.
 
O estudo realizado em zonas dos EUA mostra que a vegetação é uma opção mais barata e natural do que as intervenções tecnológicas como os lavadores de gases nas chaminés (scrubbers) para mitigar a poluição do ar em 75% dos condados analisados.
 
A análise revela que apenas num setor específico, o das caldeiras industriais, a tecnologia é menos dispendiosa na limpeza do ar. 
 
Quando ao setor fabril, um setor mais alargado e abrangente, tanto o método natural de ecossistemas como a tecnologia podem, em conjunto, reduzir custos e aumentar os benefícios, dependendo do tipo específico de fábrica.
 
Os investigadores recolheram dados sobre a polução do ar e vegetação em 48 condados e depois calcularam o custo de adicionar mais árvores e plantas. Estes cálculos incluíam a capacidade da vegetação existente de mitigar a poluição.
 
Depois, calcularam o efeito da restauração da quantidade de vegetação para os níveis médios e estimaram o impacto das plantas nos poluentes do ar mais comuns como o dióxido de enxofre e dióxido de nitrogénio.
 
Foi observado que elevar a área de vegetação para os níveis médios a nível de condados reduziria a quantidade de poluição em cerca de 27% em todos os condados.
 
Este estudo, apesar de não distinguir entre espécies de árvores que podem ser mais eficazes que outras, revela que plantar mais árvores melhora a qualidade do ar nas zonas rurais, urbanas e industriais, melhorando o nível de vida de todos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar