Obesidade pode provocar doença hepática em crianças

Estudo publicado na “Journal of Pediatrics”

09 abril 2018
  |  Partilhar:
Um novo estudo revelou um facto preocupante: a obesidade pode conduzir ao desenvolvimento de doença hepática em crianças com apenas oito anos de idade.
 
O estudo foi conduzido por uma equipa de investigadores liderados por Jennifer Woo Baidal da Faculdade de Médicos e Cirurgiões Vagelos da Universidade de Columbia, Nova Iorque, EUA.
 
Os investigadores debruçaram-se sobre o risco de fígado gordo em 635 crianças pequenas residentes nos EUA. 
 
A equipa mediu os níveis no sangue de uma enzima hepática conhecida como alanina transaminase (ALT). A subida dos índices de ALT constitui um marcador de danificação hepática e pode ocorrer em indivíduos com doença hepática gordurosa não-alcoólica e outros problemas que afetem o fígado.
 
Foi observado que as crianças com um perímetro abdominal mais elevado aos três anos de idade apresentavam uma possibilidade de possuírem níveis de ALT elevados aos oito anos de idade.
 
Com efeito, cerca de 35% das crianças de oito anos com obesidade apresentavam índices de ALT elevados, contra 20% das crianças com um peso normal. 
 
“Com o aumento da obesidade infantil, estamo-nos a deparar com mais crianças com doença hepática gordurosa não-alcoólica no nosso consultório de gestão do peso pediátrico”, disse Jennifer Woo Baidal.
 
“Muitos pais sabem que a obesidade pode conduzir à diabetes de tipo 2 e a outras doenças metabólicas, mas há muito menos consciência que a obesidade, mesmo em crianças pequenas, pode conduzir a doenças hepáticas graves”, alertou.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar