Novo método mais preciso de deteção de retinoblastoma

Estudo publicado na revista “Ophtalmology”

13 novembro 2019
  |  Partilhar:
Um estudo conduzido por Jesse Berry, do Hospital Pediátrico de Los Angeles, revela uma nova forma mais precisa de análise e deteção do retinoblastoma.
 
O retinoblastoma é um tipo de cancro que se forma nas células recetoras de luz por trás do olho. Aparece geralmente em crianças antes dos 2 anos de idade e leva a cegueira ou remoção do olho.
 
Infelizmente não se podem fazer biópsias ao retinoblastoma, pois este é quase líquido e tem células à volta do olho. Uma incisão para biópsia poderia espalhar o tumor ou causar uma recidiva.
 
Na ausência de testes moleculares, o diagnóstico torna-se mais difícil, sendo feito por oftalmologistas treinados que procuram anomalias no olho e utilizam ecografias para detetar a doença.
 
Contudo, Jesse Berry descobriu uma forma de detetar e diagnosticar o tumor: encontrou informação genética do tumor no humor aquoso, um líquido dentro do olho.
 
Berry explica que, apesar de ser mais fácil e menos invasivo tentar-se encontrar marcadores da doença em amostras de sangue (que já foram procurados e não encontrados), esses resultados não distinguiriam em qual dos olhos o tumor se estaria a desenvolver.
 
Pelo contrário, o teste ao humor aquoso fornece informação mais precisa e específica sobre cada tumor, em cada um dos olhos. Berry acredita que, para além da deteção, esta investigação pode ajudar a prever e controlar o sucesso dos tratamentos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar