Novo método de diagnóstico de infertilidade masculina

Estudo publicado na revista “Scientific Reports”

22 novembro 2019
  |  Partilhar:
Investigadores internacionais liderados por Michael Skinner, da Universidade do Estado de Washington, descobriram um método mais eficaz de diagnosticar a infertilidade masculina.
 
Segundo o estudo, cerca de 20% dos homens que solicitam a fertilização in vitro têm problemas de infertilidade cuja causa é desconhecida. Estes homens, antes de propostos para tratamento, são sujeitos a um ano ou mais de tentativa de conceção natural com as suas parceiras.
 
O método corrente de diagnóstico de infertilidade masculina passa por avaliar a quantidade e motilidade dos espermatozoides, o que tem tido um sucesso limitado em separar os homens férteis dos inférteis.
 
A equipa começou então a tentar encontrar uma forma mais eficaz de diagnóstico, de forma a minimizar o tempo de espera e aumentar a fiabilidade dos tratamentos.
 
Foram usadas técnicas de análise molecular avançadas para ver se conseguiam identificar alterações ou biomarcadores nos grupos de metil agarrados ao ADN do esperma de homens férteis e inférteis.
 
A equipa descobriu que todos os homens inférteis do estudo tinham um biomarcador específico que os homens férteis não tinham. Foi também encontrado outro biomarcador que poderá determinar que homens inférteis serão responsivos a tratamentos de terapia hormonal.
 
“Ter um diagnóstico que diz de imediato se o paciente é infértil” e quais os tratamentos que funcionarão seria extremamente útil, conclui Skinner.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar