Novas termas de Amarante vão tratar doenças respiratórias e músculo-esqueléticas

Equipamento tem capacidade para acolher 110 pessoas por dia

18 janeiro 2019
  |  Partilhar:
As termas de Amarante, um equipamento construído de raiz pelo município e que vai ser já inaugurado, estarão vocacionadas para tratar doenças respiratórias e músculo-esqueléticas, avançou à Lusa o diretor clínico.
 
O médico hidrologista Jorge Santos Silva referiu, por outro lado, que a estância termal terá capacidade para tratar cerca de 4.000 pessoas por ano.
 
A capacidade diária será de cerca de 60 pessoas em tratamentos das vias respiratórias e 50 em balneoterapia, acrescentou.
 
O clínico informou que na área das vias respiratórias estão incluídas técnicas terapêuticas para tratar rinites alérgicas, sinusites, laringites e asma, entre outras doenças.
 
Já para o domínio das doenças músculo-esqueléticas, o médico indicou as sequelas de osteoartroses e reumatismos, entre outras.
 
O equipamento representou um investimento de 1,5 milhões de euros da câmara municipal, contemplando a construção de dois edifícios, ligados entre si, e a requalificação da área ribeirinha envolvente.
 
O novo complexo termal foi construído na margem direita do rio Tâmega, em terrenos do antigo parque de campismo da cidade, a poucas centenas de metros do centro da cidade, e está equipado com as mais recentes soluções técnicas, nomeadamente piscinas de recuperação e de hidromassagem.
 
Os utentes poderão usufruir de vários tipos de banho de imersão, hidromassagem e com bolha de ar.
 
Várias técnicas de vapor e de duches complementarão a oferta, à qual acrescem os tratamentos específicos para as doenças do aparelho respiratório, nomeadamente irrigação nasal, pulverização faríngea, nebulização e aerossol, entre outros. O novo complexo termal está também dotado de condições para atuar na área do bem-estar.
 
De 24 de novembro a 23 de dezembro do ano passado, a população pôde experimentar, gratuitamente, as novas termas de Amarante, tendo-se verificado a inscrição de mais de 400 pessoas.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar