Nova descoberta sobre os efeitos do café nos intestinos

Estudo apresentado na Digestive Disease Week, EUA

02 agosto 2019
  |  Partilhar:
Sabe-se que o café ajuda a manter o movimento intestinal; só não se sabe bem qual a razão desse fenómeno. Investigadores do Medical Branch da Universidade do Texas, EUA, liderados por Xuan-Zheng Shi, propuseram-se estudar aquele efeito.
 
A descoberta revelou que, quando ratinhos eram alimentados com café com cafeína durante três dias, a capacidade de contração dos músculos do intestino grosso aumentava. Contudo, o mesmo acontecia quando era administrado café sem cafeína.
 
Depois de analisarem as fezes dos animais numa placa de Petri, os investigadores perceberam que o crescimento das bactérias e outros microbiomas na matéria fecal tinha diminuído com uma solução de 1,5% de café. Com uma dose de 3% de café, a diminuição era ainda mais acentuada. O café sem cafeína exerceu um efeito semelhante.
 
Posteriormente, a equipa alimentou ratos com café durante três dias. As fezes dos ratos demonstravam uma diminuição na contagem de bactérias. Porém, os investigadores referem que são necessárias mais investigações para se perceber se estas alterações favorecem as bactérias boas ou as más.
 
Este estudo abre ainda portas para a investigação sobre se a ingestão de café será uma boa forma de tratamento para a obstipação no período pós-operatório ou de íleo, em que os intestinos param de funcionar depois de uma cirurgia abdominal.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar