Limitar alimentação a uma janela de 10 horas por dia: benefícios metabólicos

Descoberta publicada na revista “Cell Metabolism”

10 dezembro 2019
  |  Partilhar:
Investigadores do Instituto Salk e da Faculdade de Medicina da Universidade de San Diego, EUA, descobriram que restringir a alimentação a um período de 10 horas traz benefícios metabólicos.
 
O regime de alimentação proposto consiste em ingerir todas as calorias do dia numa janela de 10 horas. Isto beneficia o ritmo circadiano do individuo e ajuda o corpo a descansar e restaurar-se durante as seguintes 14 horas da noite .
 
O ritmo circadiano é um ciclo biológico de 24 horas que afeta quase todas as células do corpo. Uma alimentação dentro da janela das 10 horas permite que o corpo antecipe quando vamos comer e se prepare para otimizar o metabolismo.
 
Padrões de alimentação erráticos podem corromper estes ciclos e aumentar o risco de síndrome metabólica e outros problemas, como aumento de gordura abdominal, aumento de pressão arterial, e aumento dos níveis de açúcar e do colesterol, aumentando também o risco de diabetes tipo 2.
 
Para perceber como o “timing” da alimentação pode influenciar o ritmo circadiano e melhorar a saúde de forma a tratar doenças cardiometabólicas, os investigadores recrutaram 19 participantes (13 homens e 6 mulheres) diagnosticados com síndrome metabólica e que comiam 14 horas por dia.
 
84% dos participantes tomavam pelo menos uma medicação, como estatinas ou para a hipertensão. Durante 3 meses, seguiram o regime das 10 horas e registavam o que comiam e quando.
 
No geral, os participantes mostraram dormir melhor e 3-4% de redução de peso, de IMC, e de gordura abdominal. Foi ainda observado que tinham reduzido a pressão arterial e o colesterol, assim como uma melhoria nos níveis de açúcar e de insulina.
 
Esta estratégia revela-se uma alternativa ao exercício físico e à alimentação saudável que dificilmente são mantidos por um longo período de tempo.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar