Hospital da Cova da Beira testa dispositivo de telemonitorização cardíaca

Sistema apoia doentes com insuficiência cardíaca

14 outubro 2019
  |  Partilhar:
Um projeto de telemonitorização cardíaca, que está a ser desenvolvido no Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira (CHUCB), já envolveu 37 utentes e já provou ter "efeitos positivos" na melhoria da qualidade de vida dos doentes.
 
À agência Lusa, esta unidade de saúde sediada na Covilhã, distrito de Castelo Branco, especifica que o projeto teve início em julho de 2017 e já abrangeu 37 doentes com insuficiência cardíaca crónica, sendo que atualmente estão a ser acompanhados 27 utentes.
 
Com a designação de Telemonitorização de Doentes em Insuficiência Cardíaca Crónica, este projeto é liderado pelo médico cardiologista Luís Oliveira e tem como principais objetivos "a deteção precoce de complicações ou episódios de descompensação, a melhoria da evolução da doença (...) e a prevenção de hospitalizações e a redução de custos em saúde".
 
Segundo o CHUCB, "até ao momento, a telemonitorização domiciliária já provou ter efeitos positivos na diminuição do recurso aos meios hospitalares e na melhoria da qualidade de vida dos doentes".
 
"A cada utente é entregue um ‘kit' de monitorização composto por um ‘tablet' e um conjunto de equipamentos de medição (oxímetro, termómetro, esfigmomanómetro, balança e pedómetro/monitor de atividade física)".
 
A informação do CHUCB explica que todos os equipamentos, com exceção do termómetro, possuem capacidade "Bluetooth", e que a monitorização das medições efetuadas pelos doentes e pelos dispositivos com "Bluetooth" é supervisionada diariamente por um centro de triagem e monitorização.
 
Este projeto do CHUCB foi recentemente distinguido com um prémio "Investir em Saúde 2019", na categoria de "Modelos Centrados no Doente".
 
O prémio "Investir em Saúde 2019" foi atribuído durante a quarta edição da conferência "Investir em Saúde: Financiar Anos de Vida" que se realizou no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, com o objetivo de reconhecer e premiar as boas práticas na saúde, e resulta de uma iniciativa da Cofina, com o apoio da Janssen e da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar