Hipertensão: risco aumenta em mulheres na pós-menopausa com perda de dentes

Estudo publicado na revista “American Journal of Hypertension”

06 dezembro 2018
  |  Partilhar:
As mulheres que se encontram na menopausa e tenham experienciado a perda de dentes apresentam um maior risco de sofrerem de hipertensão arterial, indica um estudo recente.    
 
Vários estudos sugeriram uma associação entre a doença periodontal e a perda de dentes e o risco de hipertensão, uma relação que, contudo, não é muito clara.
 
O estudo que foi efetuado por uma equipa de investigadores da Faculdade de Saúde Pública e de Profissões de Saúde da Universidade de Buffalo, EUA, contou com dados do estudo norte-americano de natureza observacional conhecido como Iniciativa da Saúde nas Mulheres (tradução livre).
 
O estudo incluía 36.692 mulheres na pós-menopausa que tinham sido acompanhadas anualmente desde uma avaliação periodontal em 1998 até 2015. 
 
Como resultado, os investigadores apuraram uma associação entre a perda de dentes e um risco de hipertensão em mulheres na pós-menopausa. Em relação a outras mulheres, este risco era aproximadamente 20% mais elevado. A associação observada foi mais pronunciada em mulheres mais jovens e com um IMC menor.
 
Não foi detetada uma associação entre a doença periodontal e um maior risco de hipertensão.
 
A equipa sugere várias razões possíveis para a associação detetada. Uma explicação possível poderá ser o facto de as pessoas que ficam sem dentes começarem a optar por alimentos mais moles e processados. Estas alterações alimentares poderão fazer aumentar o risco de hipertensão. 
 
Os achados sugerem que a perda de dentes poderá constituir um sinal clínico de maior risco de hipertensão. Os investigadores sugerem assim que as pessoas em risco de perderem dentes melhorem a sua higiene dentária e tomem medidas preventivas como monitorização da pressão arterial, alteração da alimentação, prática de desporto e perda de peso.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar