Descoberto novo ligamento no tornozelo humano

Estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Barcelona

05 novembro 2018
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores descobriu um novo ligamento na parte lateral do tornozelo humano, composto por fibras que se costumam deitar fora quando se dissecam corpos, e que pode explicar a tendência para entorses, noticiou a agência Lusa.
 
Os resultados da investigação, conduzida na Faculdade de Medicina da Universidade de Barcelona, Espanha, foram publicados na revista científica dedicada a cirurgia do joelho e artroscopia: “Knee Surgery, Sports Traumatology, Arthroscopy”.
 
O achado muda a perceção sobre aquela articulação e pode ajudar a explicar por que é que muitas lesões continuam a doer meses ou anos depois de terem acontecido.
 
Os ligamentos laterais do tornozelo são os que se magoam mais frequentemente, especialmente por causa de entorses, que continuam a provocar problemas muito depois de acontecerem e deixam uma tendência para novas entorses que até agora não tinha sido possível explicar.
 
Complexo ligamentoso fibulotalocalcâneo lateral foi o nome escolhido para a estrutura anatómica pela equipa especializada na anatomia do sistema músculo-esquelético.
 
A equipa científica da faculdade de medicina tentou uma nova abordagem a dissecar aquela parte do corpo e deu-se conta de que "algumas fibras de ligação entre ligamentos eram habitualmente eliminadas porque se pensava que não faziam parte do ligamento", afirmou o investigador Miguel Dalmau.
 
"Esta descoberta faz-nos pensar que o comportamento depois de uma lesão será semelhante ao de outros ligamentos entre articulações que são capazes de cicatrizar sozinhos, o que faz com que a articulação fique instável e precise de intervenção cirúrgica", afirmou.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar