Descoberta enzima que pode ser chave no combate à bactéria Streptococcus

Estudo publicado na revista “Journal of Biological Chemistry”

25 outubro 2019
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores internacionais descobriu uma enzima que poderá ser o ponto chave no combate à infeção pela bactéria Streptococcus Grupo A.
 
A infeção pela bactéria Streptococcus Grupo A pode dar origem a faringite estreptocócica, sépsis ou síndrome de choque tóxico, assim como outras doenças com alta taxa de mortalidade.
 
Este estudo descobriu uma enzima necessária à produção de um hidrato de carbono na superfície da bactéria que lhe permite infetar humanos e animais.
 
Azul Zorzoli, investigadora, explica que o hidrato de carbono é como a camada pilosa de uma bola de ténis que a bactéria usa para facilitar a infeção. Nunca antes se tinha entendido como é que este hidrato de carbono era produzido.
 
Esta recém descoberta enzima, que dá origem a este hidrato de carbono, de nome α-D-GlcNAc-β-1,4-L-ramnosiltransferase, também está presente noutros tipos de bactérias estreptocócicas, incluindo as do grupo B que infetam recém-nascidos e as dos grupos C e G.
 
Helge Dorfmuller, investigadora, elucida que este estudo “revela novas oportunidades de inibir esta enzima e combater as infeções por Streptococcus A (…) e o facto de esta enzima funcionar com o mesmo mecanismo noutras estirpes aumenta a importância e relevância da descoberta”.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar