Consumo diário de chá quente pode reduzir risco de glaucoma

Estudo publicado na “British Journal of Ophthalmology”

20 dezembro 2017
  |  Partilhar:
Um estudo recente sugere que os indivíduos que consomem chá quente diariamente apresentam um menor risco de glaucoma.
 
Conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade Brown, em Providence, EUA, o estudo teve como objetivo a influência do consumo de vários tipos de bebidas, como chá quente, chá gelado, café, refrigerantes e chá descafeinado, com o risco de glaucoma. 
 
Este estudo foi o primeiro do seu género.
 
Para o estudo, liderado por Connie Lu, os investigadores analisaram dados da Sondagem sobre a Investigação da Saúde Nacional e Nutrição (“National Health and Nutrition Examination Survey” no original em inglês) norte-americana de 2005-06.
 
A sondagem empregou uma variedade de ferramentas que incluíam entrevistas, análises ao sangue e exames físicos, incluindo testes oftalmológicos, que pretendiam apurar o estado de saúde da população dos EUA.
 
Os participantes na sondagem tinham ainda sido questionados sobre os seus hábitos de consumo de bebidas, incluindo a frequência do consumo de café, chá quente, chá gelado, chá descafeinado, no decorrer do ano anterior.
 
Na sondagem daquele ano existiam resultados de testes oftalmológicos de 1.678 pacientes, 84 dos quais apresentavam uma forma de glaucoma.
 
Foi apurado que os participantes que consumiam chá quente todos os dias apresentavam um risco 74% menor de desenvolverem glaucoma em relação aos que não consumiam. Foram considerados fatores que poderiam influenciar os resultados como fumar e historial de diabetes.
 
Não foi encontrada associação entre o risco de glaucoma e o consumo das outras bebidas mencionadas. No entanto, este estudo é de natureza observacional, sendo que não foi possível estabelecer uma relação de causa e efeito.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar