Consumo de café pode reduzir risco de aterosclerose

Estudo publicado na “Journal of the American Heart Association”

03 abril 2018
  |  Partilhar:
Existe mais uma boa razão para se deliciar com uma chávena de café: um estudo indicou que o consumo de mais de três chávenas do mesmo por dia protege a saúde cardiovascular.
 
O estudo conduzido por uma equipa de investigadores da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Brasil, indicou que o café pode reduzir o risco de obstrução das artérias, ou seja, a aterosclerose.  
 
Para o estudo, os investigadores analisaram dados de 4.462 adultos, com uma mediana de idades de 50 anos, residentes em São Paulo.
 
Os participantes responderam a questionários de frequência alimentar para determinar o consumo de café pelos mesmos. Os investigadores dividiram os respondentes em três grupos, de acordo com o seu consumo de café: menos do que uma chávena por dia, uma a três chávenas por dia e mais do que três chávenas diárias.
 
Todos os voluntários foram submetidos a tomografia computorizada para avaliar a acumulação de cálcio nas suas artérias coronárias. 
 
Como resultado, os participantes que consumiam menos do que uma chávena ou entre uma e três chávenas por dia apresentavam uma maior possibilidade de evidenciarem calcificação coronária nas suas tomografias computorizadas. 
 
No entanto, esta associação só se revelou significativa nos voluntários que nunca tinham fumado. 
 
Com efeito, os participantes que nunca tinham fumado e consumiam pelo menos três chávenas de café por dia apresentavam um risco 63% inferior de calcificação coronária. Nos fumadores e ex-fumadores o consumo de café não aparentou diminuir o risco de acumulação de cálcio nas artérias.
 
Apesar dos resultados e do facto de este estudo ser observacional, a equipa considera que o consumo regular de café pode beneficiar a saúde cardíaca.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar