Como é que o estado civil afeta a atividade física?

Estudo publicado na “Scandinavian Journal of Public Health”

31 dezembro 2018
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores apurou que o estado civil afeta, de forma diferente, os níveis de atividade física praticadaem homens e em mulheres.
 
Num estudo conduzido por investigadores da Faculdade de Desporto e de Ciências da Saúde da Universidade de Jyväskylä, Finlândia, foi apurado que as mudanças nos relacionamentos amorosos exercem impactos diferentes na atividade física de homens e de mulheres.
 
Kasper Salin e colegas recrutaram 1051 adultos finlandeses com 30 a 45 anos de idade em 2007. Os participantes foram seguidos durante quatro anos, ao longo dos quais usaram pedómetros para registar a sua atividade física geral.
 
Durante os quatro anos de monitorização, os investigadores testemunharam uma evolução positiva na atividade física dos participantes. 
 
Efetivamente, no início do estudo, em 2007, 19% dos participantes perfaziam os 10.000 passos diários recomendados. Em 2011, esta percentagem tinha aumentado para 25%.
 
Contudo, “o período de monitorização evidenciou que o aumento no número de passos se concentrou nas classes sociais mais altas, especialmente os passos aeróbicos”, explicou Kasper Salin. Os passos aeróbicos são aqueles dados durante atividades que durem pelo menos 10 minutos, ininterruptamente, a um ritmo de 60 passos ou mais por minuto.
 
Os investigadores apuraram ainda que durante os quatro anos de monitorização, os homens que se tinham divorciado recentemente registavam menos passos não aeróbicos do que outros homens.
 
Por outro lado, as mulheres que tinham voltado a casar durante o período de monitorização também registavam uma redução significativa no número total de passos, em relação às mulheres com uma relação estável. As mulheres solteiras registavam mais passos não aeróbicos do que as casadas.
 
Os autores do estudo recomendam que as pessoas aumentem o número de passos aeróbicos diários, subindo escadas em vez de usar o elevador e caminhar em vez de usar o carro para viagens mais curtas. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar