Anticoagulante mais recente pode ser opção para doentes em diálise com fibrilação auricular

Estudo publicado na revista “Circulation”

04 julho 2018
  |  Partilhar:
Um novo estudo sugere que o apixaban é a escolha mais segura para os doentes que sofrem de fibrilação auricular (FA) e também fazem hemodiálise devido a insuficiência renal.
 
As pessoas com arritmia provocada por FA são muitas vezes medicadas com anticoagulantes para reduzir o risco de coágulos sanguíneos que podem causar AVC. No entanto, a combinação da diálise com a FA é complicada e os médicos têm muitas vezes dificuldade em tomar uma decisão informada sobre o que será mais benéfico para os seus doentes.
 
Uma equipa de investigadores da USRDS (Sistema de Dados Renais dos Estados Unidos), sediados na Universidade de Michigan, levou a cabo um estudo observacional sobre os padrões de uso do apixaban e resultados associados numa população de 25.000 doentes.
 
De acordo com o líder da equipa, Konstantinos Siontis, este é o primeiro estudo observacional a demonstrar que um anticoagulante específico, o apixaban (também conhecido como Eliquis) pode ser o mais seguro para esta população de doentes.
 
“Descobrimos que os doentes que tomam apixaban têm um risco significativamente menor de hemorragias graves sem qualquer diferença em relação ao AVC, que é o que tentamos prevenir quando lhes prescrevemos estes anticoagulantes”, revelou Siontis.
 
Comparando os doentes medicados com apixaban e com varfarina, o estudo concluiu que o risco de uma hemorragia grave foi cerca de 30% menor nos primeiros.
 
Apesar de serem importantes, estes resultados são apenas um primeiro passo, afirma Siontis. “É útil para os médicos terem já esta informação, uma vez que estamos à espera dos resultados de importantes ensaios clínicos randomizados que comparam a varfarina e o apixaban em doentes que fazem diálise”.  
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar