diagnostico: artrite reumatoide

No replies
RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

olá carla

tenho essa doença a 8 anos, sinto dores horríveis tomo o medicamento metotrexato, difosfato de cloroquina, descobrí a doença quando eu tinha 25 anos, hoje estou com 33, tem dia que nem consigo me levantar da cama, mas sei que vou vencer, cura eu sei que não tem, não me desespero por isso tenho pensamento positivo, agora estou bem melhor não tive mais crise forte já tem 2 anos.
carla, não se desespere, tenha fé e continue tomando seus medicamentos direitinho, eu sei que tem hora que a gente se desanima por causa das dores fortes, mas não desista seja persistente.
quando estou sem dor nem lembro da doença que tenho.
aprendi a lidar com essa doença devastadora, já começei a ter uma pequena deformidade na mão direita e pé direito.
mas não vai ser isso que vai fazer eu desistir
a deixar de viver.
te desejo toda a sorte do mundo, e vc vai ficar boa logo logo, como estou hoje.
nunca desista de lutar, pois estamos ai para vencermos juntas.
bjs bjs bjs.

RE: RE: RE: RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

Tenho 26 anos e foi-me diagnosticado artrite reumatóide há seis. Quando soube a causa de todas as minhas dores, resolvi que não queria tomar corticóides e procurei a ajuda da homeópatia e da medicina tradicional chinesa-a acumpuctura. O meu estado era e é grave. Sei dizer-lhe que me puzeram numa dieta de vegetais e vitaminas. Fazia tratamentos naturais e tomava medicação natural. Tudo, porque eu queria melhorar, mas não queria tomar corticóides, porque engoradava. Despois de 3 meses de tratamento, de muito dinheiro gasto e da minha saúde física e mental estal detriorada a pontos de não me levantar da cama, de terem de me lavar e vestir, o médico (homeópata) decidiu que era muito agressivo para mim ter de me deslocar a lisboa todas as semnas para fazer o tratamento, pois a viagem no carro deixava-me sem me mexer. Vi o médico andar de um lado para o outro no consultório...nesse momento percebi que ele não sabia o que me havia de fazer e então decidi para e voltar à medicina tradicional. Fui a um reumatologista muito bom - Dr. Augusto Faustino -e logo comecei a tomar corticóides, plaquinol, voltaren 75, ledertrexato, cálcio (já apresentava osteópenia cortical grave).Melhoresi, claro! Com o passar do tempo, comecei a ter crises, os medicamentos deixaram de fazer efeito. Os medicamento foram-me mudados e uns dias estava bem, outros mal...enfim, a doença é assim mesmo. Decidi fazer uma alimentação muito equilibrada, sem carnes vermelhas e com abundância de vegetais e fruta. Não foi por isso que melhorei... Tive uma depressão muito grande e a seguir tive problemas de estômago causados pelos medicamentos. Mais uma vez tiveram que me trocar os medicamentos.Eu tenho de trabalhar: tenho uma filha, marido, uma casa para pagar (como a maior parte dos portugueses). Não podia parar. Eu estava sem poder andar, não podia pôe os pés no chão. Tinha que rastejar com os pés para me deslocar. Sabia que era um questão de tempo para voltar a andar, portqnto aguentei. Posso dizer que desde essa altura que tomo: Ketesse, zaldiar, lepicortinolo, e-dulron forte (sos), cálcio, celebrex 200, ledertrexato, pariet. estes medicamentos são fortes e quase de todos eles tomo 4 comp por dia. Todos eles estão a deixar de funcionar, pois estou tão drogada que não fazem efeito. E o pior é que qdo tenho uma constipação ou uma dor de dentes, já não sabem o que me hão de fazer, uma vez que o que tomo já são anti-inflamatórios muito fortes e tudo o que vier de mais fraco, nada faz.
Consegui um médico no hostital e fui. Comecei então a tomar salozapirina , folicil, letter (sim, pq entretanto a tiróide deixou de funcionar bem e o fígado começou a produzir colesterol) plaquinol e continuei o ledertrexato, celebrex 200, lepicortinolo, pariet e infelizmente, o que o médico me tinha pedido para parar não consegui porque se não não ía trabalhar: o zaldiar e o quetesse, que só estes tomo 4 de cada por dia...Sim , também tenho de suportar os efeitos secundários da medicação. e com esta drogaria toda todos os dias tenho dores e limitações.E tenho de ir trabalhar! E o meu organismo está tão habituada que já nada faz alguma coisa.
Preparo-me então, neste momento para fazer um tratamento biológico através do hospital. Um tratamento que não está disponivel para todas as pessoas porque é muito caro. Estou com muita esperança de que vou ficar bem, apesar do médico já me ter dito que isso pode não acontecer.
Mas tenho esperança e espero que todas as pessoas que venham a este fórum tenham a mesma esperança: de que vamos ficar bem.
Aguentamos as dores, sentimo-nos inválidos, diferentes...muitas vezes também me apeceu acabar com a vida, fecho-me em casa para esconder os inchaços do meu corpo, no verão não consigo ir à praia porque os meus pés e pernas parecem bolas (semelhante a alguém que tem gota), mas a vida continua e temos que lutar por ela e por uma melhor qualidade de vida.
Agora pergunto ao sr. Luís (que até vive perto da minha cidade) como me alimento de modo a evitar evitar estas dores, este cansaço? Só quem passa pelas coisas é que sabe.Sim, acho que uma boa alimentação também ajuda e muito...mas não sei se será a resposta para este problema tão grande. Se houve alguém que já ficou bem através dessa teoria (nutricêutica) gostaria muito de saber como o conseguiu, que combinação de alimentos foi preciso para isso. No seu Blog explica muita coisa...mas de verdade o que é mais imporatnte, sabermos como se conjugam esses nutrientes, não explica...
Força para todos os doentes e peço desculpa por o meu post ser tão longo, maas gostava de partilhar convosco a minha experiência.

Abraço, Maria João

RE: diagnostico: artrite reumatoide

Joana, os doentes com artrite reumatóide têm o direito de isenção de taxas moderadoras. Ou seja, não paga as taxas dos hospitais, as análises e os exames (a não ser que os faça em clínicas particulares). Está na Lei. Por favor, fale com o seu médico de família para lhe passar o papel. Temos direito. A nossa doença é crónica e é para toda a vida. Eu também não tinha e não sabia, mas uma médica no hospital que até foi a pneumologista, é que me passou o papel. Os médicos particulares não o podem passar.

Força!

RE: diagnostico: artrite reumatoide

Joana, entendo-te muito bem, alias só quem tem esta doenca entende bem....Tenho 17anos, faz agora em abril 1ano que me foi diagnosticado Artrite reumatoide....Este ultimo ano foi passado em internamentos, analises, exames, consultas, uma vida parada...Tambem jogava bola, adorava!!...Desporto.
Estou a tomar naprosyn, lepicortinolo, plaquinol, folicil, trental, ledertrexato, omeprazol....So medicacao!!!...Mas havemos de vencer, dia 3 é o nosso dia!!

RE: RE: RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

estou de total acordo consigo, entao se a culpa é da alimentaçao como diz o senhor Luis, entao a culpa foi do leite da minha mae. a mim foi me diagnosticado artrite aos 4anos de idade e com essa idade nao tinha grande variadade de alimentaçao. hoje tenho 18 anos a caminho dos 19 e a minha doença esta de tal estado avançada que nem fisioterapia adianta... tive de ser operada a mao esquerda e tenho de ser operada a mao direita e a anbos os pes...tomo ledertrexato tal como a senhora... e se o senhor Luis realmente soubesse algo de artrite saberia que a culpa nao é do doente... ja agora gostaria de trocar opniaoe falar com pessoas que tivessem a mesma doenca que eu por favor se me poder ajudar diga algo para sonia.mendes17@hotmail.com obrigada

RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

ola querida rosa, sou a sónia e tenho 18 anos tenho artrite desde os 4anos de idade gostava de poder falar contigo para poder falar com alguem no mesmo caso que eu, pois sei que é dificil estar nesta situaçao e muito mais tendo a nossa idade... beijos e adciona por favor sonia.mendes17@hotmail.com

Leiam por favor

Atençao a todos!
Será que ninguem lê a msg da cristina, como podem vir aqui e não ler as msg todas.
Parece-me que só dão importância a esse sr. Luis, que deve ser é um charlatão,não faz a menor ideia do que é esta doença nem convive com ela diáriamente como todos vocês, apenas me parece um desconhecedor do assunto e que tenta é chegar a brasa à sua sardinha.
Leiam por favor a msg da Cristina, ela traz a vossa esperança. A cura é possível!
Que Deus ilumine os vossos caminhos, e consigam chegar lá. Coragem a todos e nunca percam a fé.
Um abraço
Isabel

RE: diagnostico: artrite reumatoide

Olá Joana!
Li o teu testemunho e como também tenho A.R. e Fibromialgia e estou a fazer o tratamento do Remicade aqui nos Açores e é grátis no hospital.Tenho 27 anos e a doença á 3 anos é muito complicado para pessoas jovens e activas como nós!Já sofri bastante e tive uma depressão,mas apesar das dores constantes,consegui sair da fossa e tentar viver a minha vida com alegria,é muito dificil Eu Sei mas não desistas de ti!

RE: RE: RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

Oi,Wagner Paiva, eu tbem sou portadora de AR,há 15 anos já passei por quase todos os tipos de tratamento que possa imaginar,graças a Deus encontrei um medico,que cuida de mim há 7 anos estou muito bem,só com medicamentos,ficou algumas sequelas,mais as dores que mais encomoda,eu quase não sinto.talvez vale apena vc tentar.hoje posso dizer que levo mim vida quase normal.se queser mais infromaçoes mim escreve.
tem um bom dia.....
Angela Borges.

RE: RE: diagnostico: artrite reumatoide

Maria do Céu Ferreira,
Em maio do ano passado, portanto há 1 ano e meio, vc informou que vem usando a vacina antibrucélica do Dr. Genésio Pacheco. Gostaria de saber, passado todo esse tempo, se a vacina realmente fez o efeito que vc esperava.

Página 4 de 5