Uso de canábis associado a alterações no coração

Descoberta publicada na revista “JACC Cardiovascular Imaging”

27 dezembro 2019
  |  Partilhar:
Um estudo de uma equipa da Universidade Queen Mary de Londres, Reino Unido, sugere que o uso regular de canábis afeta a estrutura e funcionamento do coração.
 
O estudo analisou exames de imagiologia cardíacos de 3.407 indivíduos com uma média de idades de 62 anos e sem doença cardiovascular. A maioria (3.255) raramente ou nunca tinha usado canábis, 105 usavam-na regularmente durante mais de cinco anos antes do estudo e 47 eram utilizadores assíduos no presente.
 
Foi observado que o último grupo apresentava uma maior probabilidade de ter maiores ventrículos esquerdos (a principal câmara de bombeamento do coração) e de mostrar sinais de insuficiência, medição feita pela forma como as fibras musculares se deformavam durante a contração.
 
Contudo, não se notou diferença na massa, no geral, do ventrículo esquerdo entre os três grupos, nem na quantidade de sangue bombeado a cada batida do coração.
 
Também não se identificaram alterações nas quatro câmaras do coração entre os três grupos e os indivíduos do grupo que havia parado de usar canábis tinham um coração semelhante ao dos que nunca haviam usado aquela substância.
 
Apesar de vários fatores terem sido tidos em conta, como idade, diabetes, pressão arterial ou consumo de álcool, outros estudos devem ser feitos com maior variedade de pessoas (96% deste estudo eram caucasianos) e com mais utilizadores assíduos de canábis.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário