Nova imagiologia permite ver causa de cegueira no interior dos cílios

Estudo publicado na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences”

14 novembro 2019
  |  Partilhar:
Investigadores da Faculdade de Medicina Baylor e da Faculdade de Medicina McGovern, EUA, desenvolveram dois métodos de imagiologia que permitem ampliar os cílios e ver o seu interior.
 
Os cílios são como pequenos fios de cabelo na superfície de algumas células e são importantes na visão porque captam a luz. Defeitos na sua estrutura podem levar a danos na retina e perda de visão.
 
Existe um grupo de ciliopatias causadas por defeitos genéticos nos componentes dos cílios, mas o estudo tem sido limitado devido à falta de métodos com resolução suficiente que permita ver a estrutura interior.
 
De forma a poder ver quais as proteínas no interior dos cílios responsáveis pelos defeitos, a equipa desenvolveu dois métodos de imagiologia: tomografia por crioeletrões e microescopia de reconstrução ótica estocástica de super resolução (STORM, na sigla original).
 
Os investigadores aplicaram, em ratos normais e com um modelo da ciliopatia Bardet-Biedl, esta nova tecnologia que lhes ofereceu resolução a uma nano-escala e permitiu precisar a localização das proteínas associadas à doença.
 
Theodore Wensel, investigador, explica a descoberta: “Antes podíamos dizer que uma certa proteína codificada por um gene da doença estava localizada no cílio”. Hoje os investigadores podem afirmar que esta se localiza num sítio específico no interior do centro do cílio.
 
A equipa descobriu ainda que alguns defeitos genéticos alteram a localização de algumas proteínas na estrutura. Esta informação é crucial para o desenvolvimento de tratamentos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário