Lançado livro sobre compreensão da linguagem

Estudo de Carla Matos Silva da ESTeSC

23 outubro 2017
  |  Partilhar:
Um estudo sobre a compreensão da fala, por via auditiva, de palavras e de frases da investigadora Carla Matos Silva foi disponibilizado em livro, anunciou a agência Lusa.
 
Docente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), Carla Matos Silva considera que este estudo "pode ser uma mais-valia na prática clínica, tanto nas Perturbações do Processamento Auditivo Central, como na reabilitação auditiva, ao introduzir indicadores de processamento semântico que não são habitualmente utilizados".
 
Segundo uma nota da ESTeSC, o trabalho da investigadora centra-se na compreensão da fala, por via auditiva, de palavras e de frases, "e a forma como o cérebro faz o processamento linguístico em situações de congruência e incongruência semântica".
 
Segundo a investigadora, o estudo do processamento da linguagem pode considerar desde as unidades linguísticas mais elementares, os simples fonemas, até à frase, como unidade mais ou menos complexa.
 
"O presente estudo centra-se na compreensão da fala por via auditiva de palavras e de frases. Nesta linha de investigação é comum usar, em simultâneo com os registos comportamentais, indicadores da atividade do Sistema Nervoso Central, como os Potenciais Evocados Relacionados, que têm sido relacionados com aspetos específicos dos processos envolvidos na compreensão da linguagem", adianta a ESTeSC.
 
Ainda segundo a mesma fonte, a investigação avaliou o processamento linguístico, em três situações distintas, comparando condições de congruência com condições de incongruência semântica, denominadas fases experimentais.
 
Para cada uma das fases, incluiu um estudo com indicadores comportamentais e um estudo com indicadores eletrofisiológicos (ERPs), numa população saudável e ainda em casos de Perturbações do Processamento Auditivo Central (PPAC), que se manifestam por uma perda auditiva funcional caracterizada pela incapacidade de realizar uma ou mais aptidões do processamento auditivo.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário