Fatores de stress ligados a declínio cognitivo em mulheres

Estudo publicado na revista “International Journal of Geriatric Psichiatry”

27 agosto 2019
  |  Partilhar:
Investigadores da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, EUA, associaram uma vida stressante ou com alguns eventos traumáticos a declínios cognitivos mais acentuados em mulheres numa fase mais avançada da vida.
 
Para o estudo observacional, foram recolhidos dados de 909 residentes em Baltimore, EUA, dos quais 63% eram mulheres. Depois da inscrição dos participantes, estes foram avaliados 3 vezes: uma em 1982, outra entre 1993 e 1996 e a terceira entre 2003 e 2004. Nos anos 90 a média de idades era de 47 anos.
 
Na terceira avaliação, foi-lhes pedido que dissessem se experienciaram algum evento traumático no ano anterior tais como violação, ataque físico, perseguição, ver alguém morrer ou viver um desastre natural. 22% dos homens e 23% das mulheres responderam positivamente.
 
Foram também questionados sobre eventos stressantes da vida, tais como divórcio, casamento, morte de ente-querido, perda de emprego, doença grave ou preocupação com filhos. 47% dos homens e 50% das mulheres reportou pelo menos um destes eventos na sua vida antes da avaliação.
 
Para avaliar a memória dos participantes, na segunda e terceira avaliação foi-lhes pedido que reproduzissem 20 palavras que lhes foram ditas em voz alta, logo imediatamente a terem-nas ouvido e 20 minutos depois.
 
A equipa detetou um declínio na performance entre a segunda e a terceira visita e comparou os resultados com as respostas sobre os eventos stressantes da vida e os eventos traumáticos.
 
Concluiu-se que viver um ou mais eventos stressantes no ano anterior à avaliação tinha um impacto muito mais significativo do que viver eventos traumáticos. O stress contínuo de um divórcio ou perda de familiar tem um impacto muito mais negativo a nível cerebral.
 
Cynthia Munro, investigadora, diz que isto faz sentido pois “o que chamamos de stress crónico danifica a capacidade de o nosso corpo responder ao stress de maneira saudável”.
 
Contudo, nos homens não foi encontrada qualquer influência do stress sobre a capacidade cognitiva.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentário