Chocolate preto pode estar associado a menos depressão

Estudo publicado na “Depression & Anxiety”

08 agosto 2019
  |  Partilhar:
As pessoas que consomem chocolate preto têm maior propensão a não apresentarem sintomas de depressão, sugere um novo estudo. 
 
O estudo de uma equipa de investigadores da Universidade College London, Reino Unido, e da Universidade de Calgary e dos Serviços de Saúde de Alberta, Canadá, teve em consideração, além da separação entre o consumo de chocolate preto e de chocolate não-preto, diversos fatores como o peso, habilitações académicas, rendimentos, etnia, hábitos de fumar e outros.
 
Os investigadores analisaram dados de uma sondagem norte-americana sobre saúde e nutrição. Após excluírem indivíduos com diabetes ou com peso insuficiente, os cientistas ficaram com um total de 13.626 participantes que tinham 20 anos ou mais de idade. 
 
Os sintomas depressivos foram avaliados através de um questionário padrão para diagnosticar doenças mentais e o consumo de chocolate foi apurado através do relato da alimentação dos participantes durante 24 horas, através de entrevistas pessoais e por via telefónica.
 
Foi apurado que 1.332 participantes (11,1%) consumiam chocolate, dos quais 148 consumiam chocolate preto. Os consumidores de chocolate apresentavam uma maior tendência a terem um bom rendimento e menor tendência para fumarem ou serem obesos.
 
Após terem sido considerados os fatores acima mencionados, a equipa concluiu que em geral não havia uma relação entre o consumo de chocolate e uma redução nos sintomas depressivos. 
 
Contudo, foi detetada uma possibilidade 70% menor de os consumidores de chocolate preto relatarem sintomas depressivos clinicamente relevantes.
 
Foi ainda identificado que os indivíduos que relatavam consumir mais chocolate eram menos propensos a relatarem sintomas depressivos relevantes do que os que não consumiam chocolate. 
 
Apesar dos resultados, os investigadores chamam a atenção para o facto de este estudo ser observacional e de serem apenas 148 indivíduos em mais de 13.000 a consumirem chocolate preto.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário