Cérebro de adolescentes com problemas de saúde mental conectado de forma diferente

Estudo publicado na revista “Brain Imaging and Behaviour”

02 janeiro 2020
  |  Partilhar:
Um estudo de investigadores da Universidade de Alberta revela que o cérebro de adolescentes com problemas de saúde mental não tem ligações iguais aos seus pares saudáveis.
 
Este estudo colaborativo envolveu adolescentes entre os 14 e os 17 anos com historial de problema de saúde mental como depressão, ansiedade ou Perturbação Défice de Atenção e Hiperatividade.
 
Estes jovens foram submetidos a ressonâncias magnéticas traçadas para examinar a matéria branca e compará-las com imagiologias de adolescentes da mesma idade sem historial de problemas.
 
Os resultados demonstram claras diferenças de caminhos de conectividade neuronal como função de controlo cognitivo entre os adolescentes saudáveis e aqueles com problemas de saúde mental.
 
“Vimos caminhos menos eficientes estruturalmente nos doentes do que nos controlos”, afirma Anthony Singhal, investigador. 
 
E acrescenta: “Estas observações correlacionaram-se com os resultados dos testes de atenção. Por outras palavras, menos eficiência neuronal em caminhos-chave foi associada a uma tendência reduzida geral para focar a atenção”.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentário