Alergias alimentares associadas a atividade da esclerose múltipla

Estudo publicado na revista “Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry”

22 fevereiro 2019
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores descobriu mais evidência sobre a associação entre alergias alimentares e recaídas de esclerose múltipla (EM).
 
Com o intuito de analisar a correlação entre alergias e a atividade das doenças inflamatórias, a equipa do Hospital Brigham and Women, EUA, recrutou 1.349 participantes que pertenciam a um estudo de grandes dimensões sobre a EM naquele hospital.
 
Foi pedido aos participantes que completassem um questionário com detalhes sobre alergias alimentares, ambientais e/ou a fármacos. 
 
A atividade da EM nos participantes foi avaliada através do número cumulativo de recaídas da doença e de novas lesões realçadas por gadolínio, detetáveis em ressonância magnética.
 
Como resultado, os investigadores observaram que apenas os participantes do grupo que sofria de alergias alimentares demonstravam uma taxa significativamente superior de episódios cumulativos e maior propensão a terem novas lesões realçadas por gadolínio, em comparação com os participantes que não tinham relatado ter alergias alimentares.
 
Este efeito permaneceu mesmo após terem sido tidos em conta fatores que poderiam alterar os resultados como a idade, sexo, início dos sintomas e categoria da doença. 
 
Não foram observados efeitos significativos depois de efetuados os ajustes no grupo de participantes com alergias ambientais e/ou a fármacos. 
 
“Alguns pacientes com esclerose múltipla com alergias significativas queixavam-se de recaídas frequentes associadas aos seus episódios alérgicos”, avançou Tanuja Chitnis, autora principal do estudo. 
 
“Sentimos que o mecanismo mais provável associado às alergias e a sua influência sobre a EM estaria relacionado com a atividade inflamatória”, acrescentou.
 
Esta associação entre as alergias alimentares e a atividade da EM salienta que o sistema gastrointestinal poderá desempenhar um potencial e importante papel na imunidade e inflamação. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentário